Imprimir

Centro Multidisciplinar de Medicina de Dor - Dr. Rui Silva

Coordenador  Duarte Correia (médico)
Equipa Andreia Cró (assistente técnica); Aurélia Ramos (assistente operacional); Clara Pereira (enfermeiro); Cristina França (enfermeiro); Duarte Correia (médico); Fátima Vieira (enfermeiro); Isabel Brazão (médica); Jorge Romeira (médico); Marla Vieira (psicóloga); Micaela Nascimento (enfermeiro); Mónica Roberts (assistente social); Romana Correia (farmacêutica); Sara Santos Silva (médica); Teresa Ferreira (medica);
Localização 1º Piso do Hospital Dr. Nélio Mendonça
Contactos

Telef.: 291 710 298 | Ext. 3723

O Centro Multidisciplinar de Medicina da Dor – Dr. Rui Silva (CMMDor)

  • Provido de médicos especialistas com competência em Medicina da Dor e outros profissionais de saúde com formação e treino nesta área, deve garantir uma abordagem interdisciplinar da dor, através do recurso a diferentes técnicas diagnósticas e terapêuticas. Estes profissionais comunicam entre si de modo programado, avaliando o quadro clínico dos doentes e o plano de tratamento. Os procedimentos podem abranger terapêuticas farmacológicas, não farmacológicas e, eventualmente, técnicas complementares baseadas na evidência. • As consultas de dor devem ser multidisciplinares, existindo complementaridade de atuação entre os diferentes profissionais, funcionando em interdisciplinaridade, contribuindo com as suas competências para a elaboração conjunta do plano terapêutico. • Deve assegurar a realização de estudos de investigação clínica e epidemiológica, a implementação e avaliação de novas tecnologias, a colaboração no desenvolvimento e acompanhamento de orientações de boa prática, bem como a colaboração com a investigação básica e translacional.

  • As consultas de dor devem ser multidisciplinares, existindo complementaridade de atuação entre os diferentes profissionais, funcionando em interdisciplinaridade, contribuindo com as suas competências para a elaboração conjunta do plano terapêutico.

  • Deve assegurar a realização de estudos de investigação clínica e epidemiológica, a implementação e avaliação de novas tecnologias, a colaboração no desenvolvimento e acompanhamento de orientações de boa prática, bem como a colaboração com a investigação básica e translacional.

Organização e funcionamento

  • Esta estrutura está dedicada à avaliação, diagnóstico e tratamento da dor devendo efetuar investigação e ensino nesta área;
  • Está capacitada para tratar doentes em ambulatório, internamento e em situações de urgência;
  • Tem capacidade, recursos e diferenciação técnica para tratar a dor de diversas etiologias, estabelecendo protocolos de colaboração com especialidades não incluídas na equipa, ou com outras instituições, quando esgotados os recursos terapêuticos disponíveis;
  • Funciona com normas de orientação clínica baseadas na evidência científica, sujeitas a avaliação regular;
  • Elabora planos de tratamento interdisciplinar individualizados que devem ser avaliados regularmente;
  • Possui um sistema de registo informatizado que permite avaliar a eficácia/eficiência das intervenções;
  • Realiza regularmente consultas multidisciplinares de grupo para discussão de casos clínicos complexos que incluem os profissionais de saúde da equipa e outros, de acordo com a necessidade;
  • Elabora anualmente programas de formação dirigidos a todos os profissionais da equipa;
  • Realiza investigação clínica e publica regularmente os resultados;
  • Estabelece protocolos de colaboração com outras instituições ou serviços;
  • Dispõe de programas de formação e/ou estágios de nível pré-graduado e pós-graduado;
  • Esta dotada de um centro de custos independente e elabora anualmente um orçamento;
  • Funciona em espaço físico próprio com atividade clínica diária e atendimento telefónico permanente;
  • É coordenado por um médico com competência em Medicina da Dor, com grau de assistente graduado sénior, dedicado em exclusivo a esta função;
  • Está dotada de uma equipa multidisciplinar que funciona em interdisciplinaridade.

Esta equipa integra:

  • Pelo menos, três médicos com competência em Medicina da Dor;
  • Médicos de três especialidades diferentes, incluindo Psiquiatria ou, em alternativa, médicos de duas especialidades e um psicólogo clínico;
  • Enfermeiros e Psicólogo(s) com formação e treino em dor crónica, Técnico(s) Administrativo(s) e assistentes operacionais a tempo inteiro;
  • Deve incluir Técnico(s) de Serviço Social, Farmacêutico(s), Fisioterapeuta(s), Nutricionista, a tempo parcial a definir pelo Centro Multidisciplinar.

 

Serviços disponíveis 

  • Consulta de Medicina da Dor – diária
    Na 1ª Consulta é necessário referenciação médica, contendo a anamenese, referência aos exames auxiliares, diagnóstico etiológico, terapêutica instituída e tratamentos efectuados.

  • Hospital de Dia

  • Atendimento telefónico – Durante o período de funcionamento do Serviço

  • Consulta de Psicologia da Dor

  • Procedimentos para o Controlo da Dor – Efetuados na sala de tratamentos do CMMDor ou na Hemodinâmica

  • Apoio no internamento, aos doentes referenciados pelo seu médico assistente, no Hospital Dr. Nélio Mendonça, Marmeleiros, Hospital João de Almada e RRCI

  • Programa “Um Hospital na Comunidade” – Visitação Domiciliária em estreita articulação com os Cuidados de Saúde Primários – Centros de Saúde da área de residência do utente

Procedimentos para o Controlo da Dor e da Espasticidade

Técnicas não invasivas

  • Terapias cognitivas
  • Relaxamento
  • TENS
  • Shock Wave

Técnicas invasivas - efetuadas por referências anatómicas, ecoguiadas ou com fluoroscopia

  • Ozonoterapia
  • Toxina botulínica
  • Infiltrações/Bloqueios
    • Trigger point, músculos profundos e superficiais,…
    •  Pequenas e grandes articulações, sacro ilíacas, facetas,… 
    •  Periféricos: nervos periféricos; plexos, …
    •  Axiais: GRD, epidurais; intratecais,…
  • Implantes 
    • Reservatórios subcutâneos para analgesia epidural ou intratecal
    • Neuromodulação medular
  • Neurólises
  • Radio Frequência
    • Convencional
      Pulsátil

 

Clique sobre o mapa.